Uefa e COI discutem estratégias para combater manipulação de resultados no esporte

19 de Abril 2024 - 16h55

A Uefa e o Comitê Olímpico Internacional (COI) se reuniram recentemente em Lausanne, na Suíça, com confederações nacionais e casas de apostas para discutir estratégias de combate à manipulação de resultados no esporte.

As entidades mostraram preocupação com o tema, especialmente por conta dos grandes eventos que estão perto de sediar. No caso da Uefa, a Eurocopa, que vai ser disputada na Alemanha, e no caso do COI, a Olimpíada de Paris.

“Entidades como Ibis e Ibia fornecem sistemas efetivos e seguros de envio de alertas e investigações, sendo estes adotados por muitos agentes envolvidos nos esportes e operadores de apostas esportivas”, afirmou Paula Braytne, diretora de compliance do Galera.bet, que esteve presente no evento.

A Ibia (International Betting Integrity Association) é o órgão responsável por receber dados das apostas e repassar às entidades esportivas. Em relatório publicado no início o ano, foram apontados 184 alertas de suspeita de manipulação — uma redução de 35% em relação a 2022.

“O esporte por si só não pode erradicar a viciação de resultados. Devemos trabalhar em conjunto e aumentar a sensibilidade, partilhando informações e garantindo a existência de sistemas robustos de prevenção e deteção com o intuito de proteger o desporto e os atletas”, destacou Vincent Ven, chefe de combate na viciação de resultados da Uefa.

“Durante a Euro-24, o nosso pessoal ancorado na Alemanha, com o apoio de toda unidade anti-manipulação de resultados com sede em Nyon, na Suíça, trabalhará em estreita colaboração com entidades de integridade de apostas, operadores e reguladores de apostas, autoridades públicas e associações nacionais”, completou.

CNN

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado

Notícias relacionadas

Últimas notícias