Embaixada nega que médico Charles Sá, envolvido em acidente na África, esteja preso

23 de Junho 2024 - 12h17

O médico potiguar Charles Sá, que sobreviveu a um acidente com nove mortos na Namíbia, na África, segue hospitalizado na cidade de Otjiwarongo. De acordo com a Embaixada do Brasil em Windhoek, capital do país africano, ele não pode ser considerado preso.  

A notícia é do G1 RN. "Ele não está encarcerado e nem condenado. Está apenas aguardando sua audiência preliminar sob vigilância das autoridades policiais, por se tratar de um estrangeiro", disse a embaixada em nota.

O acidente ocorreu na última terça-feira (18), com a colisão frontal entre dois carros em uma rodovia entre as cidades de Otjiwarongo e Otavi, na Namíbia. Charles conduzia um dos veículos e teria provocado o acidente por conta de uma ultrapassagem.

A embaixada reforçou que o brasileiro "ainda não é réu" e que "ainda não há processo judicial formalizado contra ele".

"A audiência provavelmente será nesta semana, a depender da condição médica dele. Ele não corre risco de vida, mas ainda possui necessidade de acompanhamento médico", destaca a nota.

Charles Sá está internado em um hospital na cidade de Otjiwarongo. Segundo a embaixada, foi identificada uma fratura em uma vértebra e "ele não poderá se mover muito e precisa de acompanhamento médico constante".

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado