Publicada ontem às 09h | atualizada ontem às 09h

Zezé Di Camargo e Luciano viram bonecões no Carnaval de Olinda

A dupla Zezé Di Camargo e Luciano será homenageada no Carnaval de Olinda deste ano. Os irmãos ganharão as versões gigantes dos bonecos que desfilam pelas ladeiras da cidade pernambucana na segunda de Carnaval. E, nas ruas do Recife, na terça-feira, dia 28 de fevereiro. O desfile vai abrir com uma música dos filhos de Francisco em ritmo de frevo. "É o Amor" está entre as cotadas ou outra do gosto dos cantores.

O convite aconteceu nesta sexta (6) pela Embaixada de Pernambuco Bonecos Gigantes de Olinda e os irmãos prontamente aceitaram. Os fãs terão oportunidade de ver seus ídolos na versão gigante. E, talvez pela primeira vez, com calças largas.

A produção dos cantores já enviou fotos do encarte do recém lançado, "Dois Tempos", para servir como modelo para a confecção do figurino. A modelagem começa na próxima semana, e em 10 dias, o boneco estará pronto.

"Zezé e o Luciano são grandes ícones da música popular brasileira e os turistas sempre nos cobravam isso", explica Leandro Castro, criador da embaixada de bonecos gigantes de Olinda.

São 26 novos bonecos com temáticas variadas como atletas, políticos e outros ícones nacionais e internacionais.

"Temos a tradição de materializar grandes ícones brasileiros e mundiais. Temos Roberto Carlos, Tim Maia, Michael Jackson e outros. Os grandes ídolos da música sertaneja a gente ainda não tinha feito", contou Leandro ao UOL.

Essa não é primeira vez que a dupla é homenageada no Carnaval. Em 2016, a escola carioca Imperatriz Leopoldinense levou para a Sapucaí o enredo "É o amor... que mexe com minha cabeça e me deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasil" e conquistou a sexta posição na classificação geral.

A dupla ainda não confirmou presença no Carnaval de Pernambuco, mas além de curtir se jogar na folia, eles costumam participar ativamente de tudo que o nome deles está envolvido. Na Imperatriz, os músicos participaram dos ensaios nas quadras, saíram na avenida, sofreram na apuração e se emocionaram com a homenagem.

VOLTAR